um dia

cada um acabará por entender

que mais vale o desassossego de sermos crus, que a falsa tranquilidade de mentirmos a nós próprios.

porém, a crueza é perigosa sem verdadeira objectividade - pode traumatizar-nos de forma extremamente nefasta.

é um caminho difícil.

a esperança existe!
matá-la - é um grande erro de vida!

beijos
1Zé-entre1000 a 28 de Junho de 2007 às 15:51

bem sei...a esperança é a última a morrer, mas por vezes ficamos com a sensação de que ela já não existe...
bjos
Someone Else a 28 de Junho de 2007 às 19:13

« a esperança é a última (coisa) a morrer »

não sei se a maioria das pessoas já pensou atentamente neste velho adágio.

pressupõe que no nosso último momento morre a nossa última esperança, a de continuarmos vivos.
ou portanto, que até ao último momento somos seres de esperança.

uns mais, outros menos, mas todos temos esperança.
perdemos umas, preservamos outras, cultivamos novas.
não teríamos futuro sem ela.

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres